Observação de baleias sustentável no Panamá 

O Panamá atrai milhares de baleias-jubarte duas vezes por ano, o que o torna um destino especial para a observação de baleias. Um oásis de águas mornas e proteção à vida selvagem, nosso pequeno istmo orgulha-se de cuidar das baleias que chamam nosso Oceano Pacífico de lar durante as temporadas de acasalamento. O Panamá fica em uma das únicas duas regiões no mundo para onde as baleias-jubarte dos hemisférios norte e sul migram para se acasalar durante as estações seca e chuvosa. 

O Panamá recebe você para experimentar um momento único enquanto apoia oportunidades educacionais, de ecoturismo e de preservação para moradores e turistas. Uma joia oculta para a observação de baleias, o país leva a sério as iniciativas de preservação, criando diretrizes rígidas em torno dessa atividade por necessidade, permitindo que apenas dois barcos sigam um conjunto de baleias de cada vez e exigindo que mantenham uma distância mínima de 250 metros. Nadar ou mergulhar próximo às baleias é estritamente proibido. 

Nada se compara à emoção de observar baleias, especialmente quando uma delas salta para saudá-lo. Adicione a isso o impacto econômico positivo e a preservação da espécie. No Panamá, a experiência é incomparável. 

O que você pode ver

O que você pode ver

Quando elas vêm para ficar nas águas do Panamá na temporada de acasalamento, as baleias-jubarte rapidamente se tornam as estrelas do lugar.

Quando e onde observar

Quando e onde observar

É possível ver baleias-jubarte do final de junho até outubro. Mais de mil delas migram aqui para a temporada de acasalamento.

 

Setembro é o melhor mês para avistar essas baleias, e entre janeiro e março, é possível ver baleias-jubarte que migraram para as águas mornas do Panamá, especialmente para o Golfo de Chiriquí, vindas de Washington, Oregon e da Califórnia.